quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Audiovisual de Lá, Audiovisual de Cá



Cá entre nós, o Radiohead de hoje, maduro a veras, é uma coisa muito boa. Como se não bastasse a banda ter cometido o delicado pero no mucho In Rainbows, cada vídeo clipe das músicas do álbum colorido é minuciosamente pensado, sejam feitos por experimentos de webcams, seja em apresentações ao vivo pela internet - como a que foi feita no dia 31 de dezembro do ano passado.

A última dos caras é o clipe de House of Card, balada sedutora que foge da atmosfera claustrofóbica que cerca Thom Yorke e parte de seus comparsas (reza a lenda que Ed O'Brien, guitarrista, é o cara mais solar do grupo e muito fã de Jorge Ben, João Gilberto e Mombojó). O amadurecimento da banda, que lá por 1993 começou cantando versos pueris em Creep ("mas eu sou horroroso, eu sou esquisito..."), culminou em trabalhos coesos e verdadeiramente profundos, gerando poderosas canções. Crescer pode até dar medo, mas que rende bons frutos, ah, rende!

A gravação do clipe de House of Cards dispensou câmeras, luzes e equipamentos de cinema para registrar Yorke com uma plotter 3D, dotada de 64 lasers rotativo: um trambolho muito usado para ecografias e outras coisas em três dimensões. Uma grande idéia, com um bom resultado. Além do Youtube, o clipe também está no Google Code (sempre o São Google), onde dá pra sacar o making of e também, manipular um pouco as imagens que foram usadas no filminho. Por aqui não chegamos a tanto, mas já nos preparamos para as aventuras audiovisuais com a Nicles, que lança seu primeiro álbum, Inútil Discurso Trancendental, em dezembro.

Mais do Radiohead, aqui. E da Nicles, aqui.

2 comentários:

johnny disse...

Acústico em Som Maior com a Banda Nicles.
Já imaginaram?
Não?

Então confiram nos dias 21, 28 de outubro e dia 4 de novembro, às 19:00 hs no teatro de arena do SESC-centro!!!

R$5,00-inteira
R$2,00-entudante

Até lá!!!

kilrio disse...

eita q eu tou com medo medo medo hauhauhauah!!!