sábado, 17 de novembro de 2007

Coletivo Catraia no Festival Beiradeiros

O Beiradeiros, festival independente de rock, acontece em Porto Velho (RO) hoje (17) e amanhã (18), a partir das 18h no Kabanas e conta com a participação de 20 bandas locais e mais 4 bandas nacionais, incluindo a banda de metalcore acreana "Survive", que toca no primeiro dia de festival.


Os gestores dos núcleos de Comunicação e Sonorização do Coletivo Catraia, Adaildo Neto e Saulo Machado, foram convidados por Bruna Alessandra, que faz parte da curadoria do festival, para dar suporte ao evento. Além de ter trabalhado na equipe de Phú, que é tido como o melhor técnico de som dos festivais independentes do país, Saulo vai dar apoio técnico na parte da sonorização e coordenadoria de palco do festival. O músico afirma que a troca de tecnologias é importante para consolidar parcerias e referências. Já Adaildo Neto atua na parte das artes visuais e ficou incumbido de ministrar uma Oficina de Comunicação, colocando em questão como as mídias digitais são importantes no processo de difusão da cena independente. A oficina acontece hoje (17) no Auditório da Faculdade São Lucas às 14h.
Esse intercâmbio de culturas mostra a importância do Coletivo Catraia através dos seus trabalhos e do Festival Varadouro, que começou como Festival Guerrilha e foi a primeira parceria realizada entre Rio Branco e Porto Velho, onde quatro bandas de cada cidade realizavam o evento. Essa interação estreita os laços culturais e, levando-se em conta a proximidade e os pontos em comum que possuem, fortalece a cena de cada lugar e mostra que o norte quer fazer-se ouvir soando o mesmo timbre através de seus trabalhos mutuamente. Quanto mais os estados desta região estiverem unidos, mais os seus feitos vão repercutir Brasil afora e futuramente poderão tornar-se parte referencial e atuante da cena independente atual.

Um comentário:

Talita Oliveira disse...

Cara isso é massa demais.A partir daí a gente começa a sentir a vibe de coletivo. Já me sinto lá no Beradeiros!